domingo, 3 de abril de 2011

L'AMOUR!


O amor, hum hum, não foi feito para mim. Todos esses ?para sempre?Não são claros, são instáveis.Chegam sem se mostrar como um traidor disfarçado machuca-me ou cansa-me, dependendo do dia.

O amor, hum hum, não tem nenhum valor;Não me inquieta e disfarça-se de suave/meigo...E quando explode, quando me morde, Aí sim, é pior que tudo,Porque eu quero, hum hum, cada vez mais.

Por que esses tantos prazeres, arrepios,E todas essas carícias e pobres promessas?Do que adianta se deixar envolver O coração em chamas, e não entender sobre isso,É tudo uma emboscada

O amor não é para mim.Não é um ?Saint Laurent? (griffe de moda)Não me cai perfeitamente se eu não encontro o meu estilo não é por não ter tentado

E do amor eu desisto!

Por que esses tantos prazeres, arrepios, e todas essas carícias e pobres promessas?Do que adianta se deixar envolver o coração em chamas,Não entender sobre isso,É tudo uma emboscada

Eu não quero o amor,Prefiro de tempos em temposEu prefiro o gosto do ventoO gosto estranho e suave da pele dos meus amantes.Mas o amor, hum hum, de jeito nenhum!

Nenhum comentário:

Postar um comentário