domingo, 27 de fevereiro de 2011

Sobre os últimos dias..


Esses dias tenho andado sem inspiração. Entro aqui com uma enorme vontade de falar,e nada consigo escrever. As palavras não se transformam como eu gostaria. Ou como precisaria.
Tô vivendo um momento de conhecimentos. Tô me conhecendo melhor.
Tô aprendendo coisas que nunca imaginava aprender. E tbm,tô acreditando mais no meu potencial. Acreditando que eu tbm sou capaz. E tudo é uma questão de força de vontade.De querer,buscar,acreditar,alcançar.. E o mais importante.. REALIZAR!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Las coincidências!

Tava revirando uma lista de músicas do meu querido Milton Nascimento.
Por mera coincidência,não sei. Estava no momento com a televisão ligada, e simplesmente escolhi uma música que no momento tava tocando da tevê(EMOÇÕES).
Adoro coincidências. Adoro mesmo =)

domingo, 20 de fevereiro de 2011

O amanhã


A cigana leu o meu destino
Eu sonhei
Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante
Eu sempre perguntei

O que será o amanhã
Como vai ser o meu destino
Já desfolhei o mal-me-quer
Primeiro amor de um menino

E vai chegando o amanhecer
Leio a mensagem zodiacal
E o realejo diz
Que eu serei feliz
Sempre feliz

Como será o amanhã
Responda quem puder
O que irá me acontecer
O meu destino será como Deus quiser

O silêncio das estrelas


Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal

E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?

Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser uma menina em busca de mais, de mais...
Afinal, como estrelas que brilham em paz, em paz...

Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal

Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um menina em busca de mais...

lenine.

ImPerfeito.


Eu queria sair por aquela porta e conhecer alguém. Assim, sem precisar procurar no meio da multidão. Alguém que soubesse se aproximar sem ser invasivo ou que não se esforçasse tanto para parecer interessante. Alguém a quem eu não precisasse impressionar com discursos inteligentes ou com demonstrações de segurança e autoconfiança. Alguém que me enxergasse sem idealizações e que me achasse atraente ao acordar, de camisa amassada e sem maquiagem. Alguém que me levasse ao cinema e, depois de um filme sem graça, me roubasse boas gargalhadas. Alguém de quem eu não quisesse fugir quando a intimidade derrubasse nossas máscaras. Eu queria não precisar usá-las e ainda assim não perder o mistério ou o encanto dos primeiros dias. Alguém que segurasse minha mão e tocasse meu coração. Que não me prendesse, não me limitasse, não me mudasse.
Alguém com quem eu pudesse aprender e ensinar sem vergonhas ou prepotências.
Alguém que me roubasse um beijo no meio de uma briga e me tirasse a razão sem que isso me ameaçasse. Que me dissesse como eu canto e que eu falo demais e que risse das vezes em que eu fosse desastrada.
Alguém que me olhasse nos olhos quando fala, sem me deixar intimidada. Que não depositasse em mim a responsabilidade exclusiva de fazê-lo feliz para com isso tentar isentar-se de culpa quando fracassasse.
Alguém de quem eu não precisasse, mas com quem eu quisesse estar sem motivo certo.
Alguém com qualidades e defeitos suportáveis.
Alguém educado, mas sem muitas frescuras. Engraçado e, ao mesmo tempo, levasse a vida a sério, mas não excessivamente.
Alguém que me encontrasse até quando eu tento desesperadamente me esconder do mundo. Eu queria sair por aquela porta e conhecer alguém imperfeito. Feito para mim.
Mário Quintana

> Por que eu acho que esse alguém imperfeito, feito pra mim, já exite...?

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Prá terminar bem a noite de sábado!

Sono..

Não tenho o costume de dormir durante o dia. Posso levantar cedo o que for,que durante o dia nem rola uns cochilos..
Hoje foi diferente. Cheguei do serviço umas,16:00 hrs, muito cansada.
Tanto que fui prá cama e dormi que nem um anjinho. Não adianta! as vezes,não é nem por "preguiça",sei lá. Acho que por necessidade. O corpo não aguenta essa corrreria do dia a dia.
Nem tô trabalhando tanto asssim.. Acho que é por causa do horário.. Quase o dia todo. E querendo ou não,faz diferença. Mas eu tô adorando a experiência.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

FÉ por um sonho.


Choro e rio/ Com a mesma velocidade/ Vou e volto/ Com a mesma verdade
Deus me deu um tempo inteiro/Pra viver digo e desdigo/ Com a mesma facilidade/ Acerto e erro/Com a mesma dignidade/
Deus me deu uma vida inteira Pra viver.

Grande INDIcaçÃO!

NO coments.



Jeito de mato

Essa música é linda. Na verdade eu nem dava muita idéia prás músicas da Paula Fernandez.. Mas de tanto que meu avô ouve e não é só prá ele, tô começando a curtir.
Daqui a pouco enjoar.. Meu avô ouve toda hora.. toda hora.. hehehe



sábado, 12 de fevereiro de 2011

Eu sei



Eu sei que você está onde você precisa estar
Mesmo que não está aqui comigo
Eu sinto sua falta
...Eu sinto falta do seu sorriso
E eu ainda derramo lágrimas
...De vez em quando
E mesmo que agora seja diferente
Você ainda está aqui de alguma forma
Meu coração não vai deixar você ir
E eu preciso que você saiba
Eu sinto sua falta" .

Primeiro andar


Já vou, será
eu quero ver
o mundo eu sei
não é esse lá

por onde andar
eu começo por onde a estrada vai
e nao culpo a cidade, o pai

vou lá, andar
e o que eu vou ver
eu sei lá

não faz disso esse drama essa dor
é que a sorte é preciso tirar pra ter
perigo é eu me esconder em você
e quando eu vou voltar, quem vai saber

se alguem numa curva me convidar
eu vou lá
que andar é reconhecer
olhar

eu preciso andar
um caminho só
vou buscar alguém
que eu nem sei quem sou

Eu escrevo e te conto o que eu vi
e me mostro de lá pra você
guarde um sonho bom pra mim

eu preciso andar
um caminho só
vou buscar alguém
que eu nem sei quem sou

Novo rumo..


Essa semana que passou eu andei com uma crise/ Crise de querer tudo e nada/Querer tudo e nada/.
Essas coisas sempre me acontecem/ E ai,o coração enche de esperança e logo de pessimismo/
Não é bom. Dá vontade de desistir o que mal comecei.
Mais parece mesmo uma maré de azar/ Agora no trabalho, vou ter que cobrir férias de uma menina e isso vai me ajudar e ao mesmo tempo me atrapalhar/
Mas,vai ser só um mês. Tempo suficiente,prá eu poder me encontrar e começar a trocar os pés.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Quase desistindo.. QUASE..


Tô muiiito triste. Quero muito uma coisa,mas não consigo.
O que dói mais ainda,é que as vezes essa tal "coisa",chega nas minhas mãos,e eu,por um descuido sei lá,acabo deixando escapar.
E isso,vai nascendo dentro de mim uma angústia sem tamanho. Então me pergunto.. Por que as coisas são tão dificeis prá mim?