domingo, 22 de agosto de 2010

Liberdade de pensamento.




Talvez não esteja acostumada que as pessoas me tratem MUITO BEM. Somente BEM para mim, está ótimo. Esforço demais para me agradar soa falso. Mesmo que não seja essa a intenção da pessoa. É aquela coisa do dia do seu aniversário. Parabéns pra lá, parabéns pra cá e de tantos, você tira um ou dois que realmente são sinceros. E na maioria das vezes esses dois foram seus pais que disseram. Não é engraçado? Eu acho. Tenho uma multidão de amigos. Gosto de ouvir. Aconselho e os tenho no mais alto grau de consideração. Mas confiança mesmo [...]. Bem reclamam que eu nunca confio nenhum segredo. Que nunca desabafo totalmente. Fica sempre uma dúvida no ar a meu respeito. Mas isso é bacana. Para que me mostrar completamente? O legal mesmo é ser sempre uma incógnita. Só que não faço isso intencionalmente, faço porque me sinto mais segura assim. Cada um com os seus problemas e gosto de guardar os meus só para mim mesma. Se você gosta de contar, estou aqui para ouvir e ajudar, mas não me obrigue a falar. Confiança é liberdade e eu ando preferindo a prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário