sexta-feira, 5 de março de 2010

Medo de você..


Sinto que estamos cada vez mais longe de quem gostamos. E ao mesmo tempo tão perto. Talvez por isso tudo pareça ser tão fugaz e irreal. É como se estivéssemos interpretando um papel que não nos pertence vinte e quatro horas por dia. Mentir torna-se tarefa muito fácil quando não existe uma busca da verdade no olhar. Porque mentir atrás de uma tela de computador é fácil, mas olhando no olho de alguém, fica difícil. Dizer que ama digitando sete teclas de um teclado é simples, mas convencer com palavras, cara a cara, é bem complicado. As pessoas não se entregam por inteiro, existe sempre aquele resquício da dúvida. Num mundo tão ilusório e efêmero é realmente muita ingenuidade entregar-se ao novo. Tenho medo do futuro e não sei ser moderna. Prefiro o meio antigo de comunicação. Gosto de olhar na cara, de sentir o cheiro e poder ver nos olhos. Por isso não adianta eu ficar justificando o NÃO que digo, pois ele já é um SIM. Nem pensar em maneiras de te esquecer, já lembrando de você. Tenho SAUDADES do passado, SÍNDROMES de solidão e uma eterna INDECISÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário