domingo, 9 de agosto de 2009


Veio nos trilhos todo tempo o trem do destino
E foi te levando por outros caminhos
Deixando-me aqui na estação solidão
E nessas idas e voltas da minha saudade
Perdi o endereço da felicidade
Fiquei prisioneira da recordação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário